Elena: Eu fui para casa hoje, pensando em fazer o que eu sempre faço; escrever no meu diário,

como eu escrevo desde que eu ganhei um quando minha mãe me deu quando eu tinha dez anos. Tudo que eu penso, vai para esse livrinho, que eu escondo na prateleira atrás de uma sereia horrorosa de cerâmica, mas aí eu percebi que tudo que eu tinha que escrever eu tinha que dizer para você.
Stefan: O que você tinha que escrever?
Elena: Eu ia escrever “querido diário”. Hoje eu me convenci que tudo bem desistir, não correr riscos. Ficar na zona de conforto sem dramas, não é a hora. Mas os meus motivos não passam de desculpas. E tudo que eu estou fazendo é me esconder da verdade, e a verdade é… Eu estou com medo, Stefan. Eu estou com medo de me deixar ser feliz por um momento, e aí o mundo inteiro desabar e eu não sei se vou conseguir superar.
Stefan: Quer saber o que eu ia escrever? “Conheci uma garota. Conversamos, foi incrível. E aí o sol nasceu e tudo voltou à realidade”, essa é a realidade, aqui e agora. 

beijos, julie.

About these ads

0 Responses to “Elena: Eu fui para casa hoje, pensando em fazer o que eu sempre faço; escrever no meu diário,”



  1. Deixe um comentário

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s




Autora atual do blog

Juliane C., 16 anos, salvador, leonina, orgulhosa, curiosa, weird.

Follow Garotas de parar o trânsito on WordPress.com

Todos os posts de acordo com os meses.

Quem sabe você tropeça em mim.

Pra quem visita o blog sempre ♥

Eu sei que sou pesada, triste, dramática,

Neurótica, louca, insatisfeita, mimada, carente. Mas você se esqueceu da minha maior qualidade: eu sou só.

”Apenas 3 tipos de pessoa falam a verdade:

- As crianças - Os bêbados - E as com raiva. — Tati Bernardi”

Talking, laughing, loving, breathing, fighting, fucking, crying, drinking, writing, winning, losing, cheating, kissing, thinking, dreaming.

“— Para de rir de mim.

— Não dá, é legal demais. — Não tem nada de engraçado. — Essa tua cara de bravinha é uma comédia. — Para de rir agora. — Se não o que? — Eu choro. — Eu te calo com um beijo. — E se eu te bater? — Eu corro. — Eu te alcanço e te bato. — Tenho nem medo. — Por que? — Olha teu tamanho. Não alcança nem meu joelho.” — Porra, como é bom implicar com ela.

SUPER VOTO PRA CASAR COM ESSA MULHER, SÓ AVISANDO

Safada, porém meiga.

Mas, sei lá.

Se eu não brigasse com ela todos os dias eu ficaria em casa sozinho, lutando contra mim mesmo, de toda forma. É bom ter com quem bater-boca. Você se sente quentinho por dentro, parece até que as coisas importam

Meu bem, parece tão cruel você lá e eu aqui.

“Professora, é pra copiar?” “Não, é pra tirar foto.” “Então sai da frente pra ela não ficar feia.”

o que vc quis dizer com “é só uma amiga?”

— Namora comigo?

— Namora comigo, de novo, você quis dizer né? — Sim, de novo e de novo e de novo, seja quantas vezes for mais volta comigo? Até nós paramos de brigar por coisinha pouca, de novo e de novo, até a gente descobrir a melhor maneira de fazer o outro mais feliz, de novo e de novo, até a gente descobrir a formula do “pra sempre”, de novo, de novo até o fim da nossa vida, nem que seja pra gente viver terminando, mas que seja sempre voltando. (Rafael)

❁ feliz sem mim o caralho, tomara que vc se foda ❁

“Que tenha clichê, ciúmes, malicia, sacanagem, egoísmo,

afeto, loucuras, falhas, erros, acertos, perdões, beijos, abraços, pegação, sexo, amor, transa, filme juntinho, dormir de conchinha, mãos dadas, que tenha todas as coisas do mundo, mas que seja apenas entre eu e você.” — Que tenha nós

Gente que fala “comprastes, fizeste, falaste, caralhastes etc” VAI SE FUDESTES

Transar, foder, trepar, meter, fazer amor, dane-se. Se for com você, eu faço.

❝Te ver mais ou menos realmente me incomoda.

Mais ou menos não rende papo, não faz inverno nem verão, não exige uma longa explicação. É melhor estar alegre ou estar triste, mais ou menos é a pior coisa que existe.''

Quando minha paciência for embora, é melhor você ir também!

Buscar um relacionamento quando,

se está num alto nível de carência é como ir ao supermercado com fome, qualquer porcaria serve.

Eu não quero ser a paixonite de ninguém.

Se alguém gosta de mim, eu quero que goste de mim de verdade, e não pelo que pensam que eu sou. E não quero que carreguem isso preso por dentro. Quero que mostrem para mim, para que eu possa sentir também. — As Vantagens de ser Invisível.

Está escrito nos meus olhos e estampado no meu sorriso: meu coração é todo seu.

To com fome, morena. Abre as pernas.


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 72 outros seguidores

%d bloggers like this: