Ela sempre quis ser uma daquelas meninas que não amam,

não se importam, não choram, não sofrem. Dessas que o amor próprio reina, o desapego é constante e a independência manda. E parece que finalmente estava conseguindo. (ButYouDon’tLikeMe) 

beijos, julie.

Anúncios