Talvez as pessoas não estejam acostumadas com minha nova definição de ‘eu’,

a provocadora que tenta fazer tudo sozinha e nem se importa se vai se meter em briga , a que defende seu ponto de vista de uma forma agressiva e pensa antes de falar, a que decidiu eliminar os que se diziam amigos, ou talvez até fossem, vai saber. Ô galera, eu tô vivendo, eu tô levando… mas, as vezes algumas pessoas despertam o meu pior e eu não posso fazer nada se meu pior não é uma garota fofa que quer amor e paz no mundo. Juliane Cazumbá

beijos, julie.

Anúncios

#e-nao-galera, #eu-nao-fumo