e depois de tanto tempo eu percebi que você era quem tava comigo em todas as horas,

62

e eu é a que julguei tanto, falei tanto, escrevi tanto… E só queria que você me perdoasse por eu ser eu, que você entendesse a complexidade que eu sou e o que eu quero dizer quando digo ”fala direito comigo”;  por que você de todos que passou por mim nunca quis realmente me magoar, por que você tem tudo que desbancar todos os outros com um sorriso e pode ser que eu me arrependa de ter escrito meu primeiro texto pra você, mas hoje, depois de tudo, valeu a pena. Juliane Cazumbá

beijos, julie.