Eu fico na indecisão de talvez o amor tenha acabado,

e eu repito pra mim mesma que o amor acabou, por que eu não sou do tipo que corre atrás e acredite, eu corri demais por você. Tenho toda aquela metáfora de que eu tô no fundo do show da banda que eu mais amo, mas  não dar ver nada nadinha, a música ta ali, o sentimento ta todo ali e eu corro quase que desesperadamente vencendo a multidão  pra enxergar e quando finalmente chego lá, não tem banda, não tem nada nadinha, só o cd no replay pra me lembrar que ele pode não ta lá agora, mas existe. Eu sempre achei, do fundo do meu coração, minhas metáforas estranhas e incompromissíveis, mas é um modo meu de te falar que te amo mesmo quando não sinto, por que você é muito especial pra não amar. Juliane Cazumbá

beijos, julie.